Arquivo da categoria: Uncategorized

Na Senda do Cristo – psicografia de Chico Xavie

Anúncios

O Mal e o Remédio

download (2)Será a Terra um lugar de gozo, um paraíso de delícias? Já não ressoa mais aos vossos ouvidos a voz do profeta? Não proclamou ele que haveria prantos e ranger de dentes para os que nascessem nesse vale de dores? Esperai, pois, todos vós que aí viveis, causticantes lágrimas e amargo sofrer e, por mais agudas e profundas sejam as vossas dores, volvei o olhar para o Céu e bendizei do Senhor por ter querido experimentar-vos… Ó homens! dar-se-á não reconheçais o poder do vosso Senhor, senão quando ele vos haja curado as chagas do corpo e coroado de beatitude e ventura os vossos dias? Dar-se-á não reconheçais o seu amor, senão quando vos tenha adornado o corpo de todas as glórias e lhe haja restituído o brilho e a brancura? Imitai aquele que vos foi dado para exemplo. Tendo chegado ao último grau da abjeção e da miséria, Continuar lendo

A SERVA NERVOSA

mulher-com-ansiedade

A Senhora Mercedes Nunes, desde muito chamada à tarefa espiritual, não se adaptara aos serviços mediúnicos, aos quais fora conduzida para o trabalho de redenção.

Os companheiros de Doutrina esforçavam-se para despertar-lhe a noção de responsabilidade e os benfeitores desencarnados rodeavam-na de apelos e incentivos.

Dona Mercedes, porém, não obstante as nobres qualidades que lhe exornavam o caráter, não se conformava:

-Sou extremamente nervosa – costumava  dizer-, não me resigno a determinadas situações!…

-Mas, a senhora não vê as entidades espirituais, não lhes ouve as advertências diretas? – perguntava um amigo bem-intencionado.

-Sim, sim… – respondia, confundida – não alimento qualquer dúvida.Os Espíritos conversam comigo naturalmente. Ouço-lhes a palavra sábia e amiga, registro-lhes os convites generosos. Explicam-me os impositivos de trabalho, salientam a tarefa depositada em minhas mãos; no entanto, vejo-me incapacitada, Continuar lendo

Espiritismo & Progresso

 

 Amelie Kardec esposa de allan kardec cartaR.E. 1867, p. 278: “Um último caráter da revelação espírita, e que ressalta das condições mesmas nas quais foi feita, é que, apoiando-se sobre os fatos, ela não pode ser senão essencialmente progressiva, como todas as ciências de observação. Por sua essência, contrai aliança com a ciência que, sendo a exposição das leis da natureza, em uma certa ordem dos fatos, não pode ser contrária à vontade de Deus, o autor dessas leis. As descobertas da ciência glorificam a Deus em lugar de O rebaixar, elas não destroem senão o que os homens têm construído sobre as idéias falsas que se tem feito de Deus.

O Espiritismo não coloca então, como princípio absoluto, senão aquilo que é demonstrado pela evidência, ou que ressalta logicamente da observação. Tocando em todos os ramos da economia social, aos quais prestou o apoio de suas próprias descobertas, assimilará sempre todas as doutrinas progressivas, de qualquer ordem que elas sejam, chegadas ao estado de verdades práticas, e saídas do domínio da utopia, sem isso se suicidaria; em cessando de ser o que ele é, mentiria à sua origem e ao seu objetivo providencial. O Espiritismo, marchando com o progresso, não será jamais ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe mostrarem que está em erro sobre um ponto, ele se modificará nesse ponto; se uma nova verdade se revela, ele a aceita.” Continuar lendo

Vigilância e Fidelidade

Filhos, filhas, todos da alma!

Metamorfoseando-se, o materialismo penetra em todos os ramos do conhecimento humano e as religiões não escapam da sua habilidade camaleônica, permitindo-se os métodos perturbadores das necessidades corporais do ser humano no seu processo de evolução.bez1

Indispensável a vigilância para não nos deixarmos engambelar pelas sereias sedutoras nos seus cânticos que fascinam, entorpecem e aniquilam a esperança.

Jesus, não poucas vezes, teve que enfrentar a argúcia do materialismo disfarçado, das manifestações farisaicas que se apresentavam vestidas de traje impecável quais sepulcros de branco caiados, ocultando cadáveres em decomposição.

Allan Kardec, não poucas vezes, viu-se sitiado pelas manobras maniqueístas do Mundo Espiritual inferior através de companheiros da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, sendo, no entanto, fiel aos postulados do Espírito de Verdade.

Na atualidade, de sofreguidão e de Continuar lendo

União pelo coração – Artigo

UNIÃO PELO CORAÇÃO

Felipe Estabile Moraes

Nós Espíritas, Espíritos Imortais, nos encontramos em agrupamentos que atendem às nossas necessidade de aprendizado e crescimento espiritual. Seja na família, na instituição espírita, na atividade profissional, na escola ou em outro qualquer agrupamento social.   

Temos as nossas afinidades e nos sintonizamos com aqueles que estão na mesma trajetória evolutiva. Com eles somos convocados às provas e eventuais expiações redentoras. Como eles temos o ombro amigo que nos auxilia e auxiliamos na caminhada evolutiva.

Dificuldades do passado assumam. Vem então a necessária humildade para vencer o egoismo, o amor próprio, e cooperar com e pelo Cristo. Cumprindo plenamente o que Allan Kardec nos apresenta no Capítulo XVII – SEDE PERFEITOS – Os bons espíritas:

“Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más;  enquanto um se contenta com o seu horizonte limitado, o outro, que apreende alguma coisa de melhor, se esforça por desligar-se dele e sempre o consegue, se tem firme a vontade.”

O mesmo se dá entre diferentes grupos espíritas. Cada qual com seu objetivos. Mas, todos em torno do Evangelho do Cristo à luz da Doutrina Espírita.

Se o crescimento evangélico doutrinário nos aproxima, atendendo às demandas e necessidades da razão, só o sentimento, o coração, propicia a união de todos. Então procuramos o  firme propósito de colocarmos no íntimo de nossas almas  o conhecimento da Boa Nova, para assimilá-lo, senti-lo e colocá-lo em prática em nossas vidas.

É a imperiosa advertência do Espírito de Verdade, em O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo VI – O CRISTO CONSOLADOR – Advento do Espírito de Verdade: “Espíritas! amai-vos, este o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo. “

Alegas

Alegas

Reunião pública de 25/3/60

Questão nº 220 – Parágrafo 16º

 

Alegas descrença da vida celestial por ausência da comprovação que supões adequada, e viajas, ante a glória do firmamento, num gigantesco engenho cósmico de nome “Terra”, a girar sobre si mesmo, com imensa velocidade, em torno do Sol, e não pensas nisso.sem275_52

Alegas que não compreendes como possam surgir irradiações do Espírito, e te equilibras, cada dia, sob a luz solar que se expande na imensidão do Espaço, a trezentos mil quilômetros por segundo, sem que lhe abordes a estrutura mais íntima.

Alegas que não ouves a voz das Inteligências desencarnadas, e moras num reino de ondas, de que as maiores estações emissoras dosam apenas ínfima porção, transformando em sons articulados o que te parece solidão e silêncio.

Alegas que ninguém te explica por que processo se alimentam as almas, com os Continuar lendo