AMOR E PAIXÃO

Amor e Paixãopaixões

 

Vinícius

 

 

Bem diversa é a natureza do Amor comparada com a da Paixão.

A Paixão é violenta, apresentando comumente arroubos prodigiosos que a exaltam aos olhos do mundo:

O Amor não tem desses arrebatamentos; é calmo, é sereno, é refletido.

A Paixão é fogo:

lança labaredas, projetando clarões rubros, de duração mais ou menos efêmera. O Amor é luz: ilumina docemente.

A Paixão queima e destrói. O Amor aquece e vivifica.

A Paixão é cega, insensata, irracional. O Amor é inteligente, criterioso e lógico.

A Paixão é caprichosa: quando quer, insiste, obstina-se, visando aos fins sem curar dos meios.

O Amor é benévolo, paciente, tímido: quando quer, pede, suplica, implora. Tudo alcança pela doçura, pela persuasão, pela verdade.

A Paixão é altiva e arrogante. Exibe-se, ora por cálculo, ora desavisadamente.

O Amor é modesto e humilde. Não alardeia, busca a obscuridade.

A Paixão é do momento, o Amor é de sempre. Aquela passa, este permanece.

A Paixão é egoísta: nem com o todo se satisfaz.

O Amor é generoso: contenta-se com o pouco.

A Paixão irrita-se e desespera quando contrariada.

O Amor, como disse Paulo, tudo suporta, tudo espera, tudo crê, tudo sofre.

A Paixão desconfia e gera o ciúme.

O Amor confia, dele nasce a fé.

A Paixão é mesquinha: seu círculo de ação é limitado.

O Amor é grandioso: sua esfera é um mar sem praias, é um céu sem horizontes.

A Paixão é sujeita a cansaços: gasta-se, envelhece e morre.

O Amor não se consome nem se desgasta: é sempre jovem, vivo, imutável.

A Paixão, às vezes, degrada e avilta.

O Amor eleva e enobrece em todos os casos. A Paixão insinua. O Amor atrai. Aquela domina, este convence.

A Paixão pode conduzir o homem à loucura e ao crime.

O Amor equilibra as faculdades, consolida o caráter, apura os sentimentos e torna o homem capaz dos mais belos sacrifícios.

Finalmente: a Paixão representa os vestígios de um passado obscuro donde provimos. O Amor reflete a influência de um futuro radiante para onde caminhamos. A Paixão é o crepúsculo de um ciclo que vai findar. O Amor é a aurora do dia da eternidade.

Livro: “Nas Pegadas do Mestre” – Por Vinícius – Feb

 

 

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube:

banner4Gênese Web

Compartilhe

https://www.youtube.com/channel/UCti5pKubyP2FCYBPOsxAeGw

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.